Os cursos de medicina que já passaram pela fase piloto de acreditação foram: Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, Faculdade Evangélica do Paraná, Faculdade de Medicina do ABC, Faculdade de Medicina de Petrópolis, Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Universidade Federal de Tocantins, Universidade Federal de Sergipe e Universidade de Fortaleza.

A análise conjunta dos resultados demonstrou que o número de indicadores tidos como suficientes foi superior àqueles identificados como insuficientes. Foram encontradas áreas de excelência nas cinco dimensões, sendo mais frequentes na dimensão relativa à infraestrutura.

A experiência alcançada com a aplicação do roteiro nesses oito cursos gerou a proposta, a ser aprimorada, para o Saeme de acreditação de cursos de medicina.