REFERÊNCIAS GERAIS

Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Medicina

Define os princípios, fundamentos, condições e procedimentos da formação de médicos a serem observadas na organização curricular das universidades brasileiras.

WHO/WFME Guidelines for Accreditation of Basic Medical Education

Diretrizes globais da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Federação Mundial de Educação Médica (WFME) para a formação médica a serem utilizadas nos sistemas de acreditação de diferentes países.

Processo de Bolonha

Protocolo que fortaleceu a acreditação de escolas médicas na Europa, em resposta às demandas crescentes de globalização, internacionalização da medicina e de mobilidade de profissionais.

Lei 12.871/2013

Institui os programa Mais Médicos, coordenado pelo ministérios da Educação e da Saúde, que seleciona médicos registrados no Brasil ou médicos formados em instituições de educação superior estrangeiras para formar recursos humanos na área médica para o Sistema Único de Saúde (SUS).

Tomorrow’s Doctors: Outcomes and standards for undergraduate medical education

Publicação do General Medical Council, órgão responsável pela acreditação de escolas médicas no Reino Unido, com padrões para conhecimentos, habilidades e comportamento que os novos licenciados britânicos devem trazer para a sua prática.

WFME Global Standards for Quality Improvement

Modelo da Federação Mundial de Educação Médica (WFME) para a definição de padrões institucionais para cursos de medicina em vários estágios de desenvolvimento, e com diferentes condições educacionais, socioeconômicas e culturais.